foto de capa por Gustavo Jardim

André Neves Andrade Escrito por André Neves Andrade (@andre_n_andrade)

O meu, o seu, o nosso PA-CA-EM-BU!

Essa frase é dita há muitos anos nos alto-falantes do Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho.

Ouví-la ao vivo e in loco é muito bom.

Principalmente quando você é paulistano, quando o jogo é do seu time e quando você é saudosista.

Pois assim eu me senti durante a minha estreia no passeio fotográfico promovido pelo grupo Click a Pé, no dia 21 de abril.


Voltamos a ser criança quando a gente faz o que gosta!
Voltamos a ser criança quando a gente faz o que gosta!

Não foi a minha primeira vez no estádio nem no Museu do Futebol, mas tive um gostinho especial por alguns motivos:

  1. Foi a primeira vez que explorei os dois ambientes com o olhar de fotógrafo e não somente de torcedor, o que me proporcionou novos ângulos, novas oportunidades e novas emoções;
  2. Eu estava rodeado de amigos e, ao observá-los, pude aprender e evoluir ainda mais nessa arte que é fotografar;
  3. Estamos em ano de Copa do Mundo e isso me deixa muito motivado.

Bom, vou tentar resumir minha história e minha ligação com a cidade e com o esse esporte.

Nasci na zona leste e passei minha primeira infância no Tatuapé. Até os 7 anos, frequentei muito o Parque São Jorge para prática de esportes como natação, judô e futebol.

Mas nunca havia visto uma partida em nenhum estádio.



Saindo!
Saindo!

Só fui mesmo assistir um jogo de futebol do Corinthians na capital no ano de 2005, pois em 1988 fui morar no interior com minha família, o que dificultou a presença no Pacaembu, local onde o time mandava os jogos.

Lá na região de Campinas cresci e junto cresceu o sonho de ser jogador de futebol, no meu caso, goleiro, por conta da estatura acima da média para minha idade e também devido ao corpo franzino, o que me deixava preocupado com contato, choques e lesões.

Joguei muito. Muito tempo. E muito bem. Mas não profissionalmente, pois meus pais queriam que eu estudasse e escolhesse outra carreira.


Fotografia de <a href="https://www.instagram.com/fehfscardoso/" title="Fernanda Cardoso" target="_blank">Fernanda Cardoso</a>. Apita o árbitro! Independente do resultado, na derrota ou na vitória, ajoelhe e agradeça a Deus pelo aprendizado.
Fotografia de Fernanda Cardoso. Apita o árbitro! Independente do resultado, na derrota ou na vitória, ajoelhe e agradeça a Deus pelo aprendizado.

Minha dedicação e amor pelo futebol eram tão grandes que em um lance acabei ficando marcado pela vida inteira. Uma bola dividida com um atacante, um chute na minha mão direita, uma fratura, duas cirurgias, dois pinos, cicatrizes e uma pequena sequela que me limita em alguns movimentos.

E qual foi a emoção então no dia do passeio pelo Pacaembu se eu já frequentei tantos estádios de 2005 pra cá?


Daí eu virei para o lado direito e não aguentei a emoção. Após tocar a grama, por alguns segundos, fechei meus olhos e me imaginei caminhando pro gol enquanto a torcida gritava meu nome. Sonhei grande quando era pequeno. E quando grande realizei o pequeno sonho. Caminhar pelo túnel onde caminharam os meus ídolos do futebol desse país, daquele futebol raiz. Não fui pro gol jogar, mas fiz metade do caminho com os pés e a outra metade com o olhar.
Daí eu virei para o lado direito e não aguentei a emoção. Após tocar a grama, por alguns segundos, fechei meus olhos e me imaginei caminhando pro gol enquanto a torcida gritava meu nome. Sonhei grande quando era pequeno. E quando grande realizei o pequeno sonho. Caminhar pelo túnel onde caminharam os meus ídolos do futebol desse país, daquele futebol raiz. Não fui pro gol jogar, mas fiz metade do caminho com os pés e a outra metade com o olhar.

Foi graças a este evento que consegui realizar um sonho de infância: caminhar pelo antigo túnel do estádio, mesmo local por onde passaram meus ídolos do passado, cujos nomes eu ouvia ainda pelo rádio.

Imagina o que foi fotografar depois de tudo isso?


Felicidade Futebol Clube (vista da saída do antigo túnel) \o/
Felicidade Futebol Clube (vista da saída do antigo túnel) \o/