WillingToLive

> Fotografia > Estrela, Estrelinha, Estrelado, Efeitos, Abertura, Natal

Como fazer efeito de estrelinha, estrelado ou estrela aproveitando o Natal

O papo fotográfico de hoje vai ser sobre o efeito de “estrela”, “estrelinha” ou “estrelado”. O nome não importa, use o que você gosta mais. Aproveitando que o Natal está logo aí, é uma ótima hora para praticar esse efeito em sua árvore de natal.

Vamos lá!


Como eu crio o efeito de estrela, estrelinha ou estrelado?

Na fotografia, temos 3 formas básicas de controlar a luz com nossa câmera, ISO, tempo de exposição e abertura. Para o efeito que estamos tratando hoje, quem fará a diferença é a abertura.

É bem fácil criar esse efeito, você precisa apenas usar uma abertura bem pequena (número f alto). Esse é o principal fator para ter em mente quando quiser fazer o efeito.


Efeito estrelado com f11. Com essa lente, Canon 24-105mm f4 L, temos estrelas de 8 pontas | 117mm equiv.; f11; 30s; ISO 100
Efeito estrelado com f11. Com essa lente, Canon 24-105mm f4 L, temos estrelas de 8 pontas | 117mm equiv.; f11; 30s; ISO 100

Tipicamente, os valores de abertura são como os mostrados abaixo. Para o efeito de estrelado, em geral, você vai obter os melhores resultados com valores entre f11 e f22. Lembre-se que um número f grande significa um tamanho menor da abertura do diafragma da sua lente. Comece com algum valor de abertura dentro dessa faixa, faça a foto, analise e ajuste. Repita esse processo até que a foto fique do seu gosto.

Você pode criar as estrelinhas com qualquer fonte de luz (sol, luzes de rua, luz refletida…) durante o dia ou durante a noite. Para o último, é bem comum usar esse efeito em fotos de paisagem urbana.

Fácil, né?

Aprofundando um pouco mais…

O que causa esse efeito?

O responsável pelo efeito é a difração da luz nas lâminas do diafragma da sua lente.

Provavelmente, você deve estar pensando então que as lâminas devem ter um impacto significativo no efeito. Sim, elas têm. O número e a forma delas alteram o resultado, não apenas o tamanho da abertura. Inclusive, se as lâminas criarem uma forma circular perfeita, o efeito nem vai acontecer. Mas essa perfeição normalmente não acontece.

Você sabe como a sua lente se comporta e como é o efeito estrelado que ela gera? Experimente gerar estrelas com a sua lente. Poste os resultados nos comentários desse artigo ou então nas redes sociais com a #desafioestrelinha e me marque usando @filipemorgadosc.

Como intensificar o efeito?

Você terá resultados melhores quando tiver uma fonte de luz pontual e intensa rodeada por um fundo escuro (maior contraste), essa é a situação ideal.

Como você pode aumentar o contraste quando a situação não está tão próxima do ideal? Você pode tampar parte da fonte de luz. Por exemplo, colocando o sol parcialmente atrás de folhas ou de qualquer outro objeto escuro. Você não só vai criar mais contraste, mas também terá uma fonte de luz menor.


Efeito estrelado com f22. Repare que ao usar uma abertura menor, temos um efeito mais intenso do que na imagem anterior | 117mm equiv.; f22; 30s; ISO 100
Efeito estrelado com f22. Repare que ao usar uma abertura menor, temos um efeito mais intenso do que na imagem anterior | 117mm equiv.; f22; 30s; ISO 100


Por favor. Tome cuidado ao brincar com sua câmera apontada para o sol, isso pode ser bem perigoso para seus olhos. Nessas horas, é mais seguro usar o modo live view (LCD) da sua câmera. Não olhe diretamente para o sol.

Uma lente com distância focal menor, gera abertura de menor diâmetro. Isso pode te ajudar a criar um efeito de estrela mais intenso. Como o efeito é causado por difração, quanto menor o orifício em que a luz vai passar, melhor.

Puxa, Filipe, mas o número f não é o mesmo independentemente da distância focal? Como que o diâmetro da abertura varia com a distância focal?

O número f não é o tamanho físico da abertura da lente, lembre-se que a continha para se chegar no número f é F/D, sendo F a distância focal e D o diâmetro do orifício do diafragma. Então, se você tiver o mesmo número f, se a distância focal (F) for menor, o diâmetro (D) também vai ter que ser menor para que o número f se mantenha igual.

Efeito colateral

Nem tudo é um mar de rosas para o efeito das estrelinhas. Existe um efeito colateral bem famoso quando estamos trabalhando com baixas aberturas, ou seja, quando ocorre difração. Sua imagem perderá nitidez.

Então, não exagere com um número f bem alto se você quiser ter a imagem com a maior nitidez que sua lente pode oferecer. De uma maneira geral, as lentes começam a produzir imagens com menos nitidez a partir de f11. Como que você sabe exatamente quando a sua lente vai perder nitidez? Simples, teste! :) Faça fotos de um mesmo padrão com diversas aberturas e veja quando a imagem fica menos nítida.

Uma forma de superar esse problema, seria fazer mais de uma exposição. Faça uma foto em que as estrelinhas fiquem bem visíveis e outra com aberturas maiores (número f menor) para ter maior nitidez na imagem. Depois você precisará combinar as imagens em pós-produção. Mas isso não é assunto desse artigo.

Resumindo

  • Quanto menor a abertura (número f maior), maior o efeito de estrelinha.
  • Estrelinhas são causados por difração e as lâminas do diafragma (número e forma) geram diferentes padrões de estrelados.
  • Quanto maior o contraste (fonte de luz bem mais brilhante do que seu arredor), mais notável será o efeito de estrela.
  • Quanto menor a distância focal, mais intenso o estrelado pode ficar.
  • Quanto mais pontual a fonte de luz for, mais fácil vai ficar para você criar as estrelinhas.

Sua vez!

Agora é com você! Experimente, pratique e divirta-se!

Por que a árvore de natal é uma boa ideia?

  • Você provavelmente vai ter uma por perto nos próximos dias.
  • Elas possuem luzes pequenas, brilhantes e contrastantes, principalmente se você apagar as luzes da sala em que a árvore está.
  • Você pode criar fotografias memoráveis do seu Natal, daquelas que dá gosto de relembrar no futuro :)

Comece testando o que eu falei aqui nesse artigo até você pegar o jeito e ficar mais tranquilo para adicionar sua criatividade nas fotografias. Talvez você tenha alguma lente nova e queira descobrir como é o estrelado dela. Quatro anos atrás, eu tentei esse efeito na árvore de natal de casa. Agora, vou praticar ele de novo para descobrir como são as estrelinhas da lente que eu comprei esse ano :).

Vamos fazer assim:

  • Pegue sua câmera e todas as suas lentes. Você provavelmente vai precisar de um tripé, ou então de algum apoio para manter a câmera imóvel enquanto fotografa.
  • Comece com as luzes desligadas da sala em que a árvore está e com as luzes da árvore de natal ligadas.
  • Configure sua câmera com uma abertura pequena.
  • Faça uma foto e veja como ficou. Experimente com outras aberturas para ver o resultado.
  • Caso tenha, tente fazer o efeito com suas outras lentes e veja se ele muda e como altera.
  • Efeito aprendido! Agora seja criativo e aproveite :)

Poste seus resultados nos comentários desse artigo ou então nas redes sociais com a #desafioestrelinha e me marque usando @filipemorgadosc.

Você também pode experimentar esse efeito em diversas outras ocasiões, não só em fotos noturnas. Quer um exemplo dele durante o dia?


Vista incrível do topo da Cabeça de Dragão. Repare que o efeito ficou muito mais visível na região escura, montanha, do que na parte do céu. Lembre-se da questão do contraste.
Vista incrível do topo da Cabeça de Dragão. Repare que o efeito ficou muito mais visível na região escura, montanha, do que na parte do céu. Lembre-se da questão do contraste.

Caso você celebre o Natal ou não, meus votos são os mesmos. Espero que você esteja com saúde, em paz, e cercado de seus amados familiares e sempre buscando aprender e melhorar na sua vida :)

Até!